sexta-feira, 27 de fevereiro de 2015

Projeto de Lei do deputado Roberto Carlos prevê mais segurança nas escolas





Tramita, na Assembleia Legislativa da Bahia, o Projeto de Lei do deputado Roberto Carlos (PDT) que cria a CPEC- Companhia de Polícia Escolar e Comunitária, destinada a garantir segurança no entorno das escolas, paz nas salas de aula e interior das unidades escolares do estado, bem como para fazer intercâmbio com outros órgãos e ONGs para ações de cidadania, cursos, palestras no âmbito educacional.

De acordo com o parlamentar, a instalação das bases comunitárias de segurança é uma ação que será recebida com bons olhos pelas comunidades. “Existe um índice triste de violência nas escolas do nosso estado, além da depredação do patrimônio, dos roubos de equipamentos, máquinas e até da merenda dos nossos estudantes. Tudo isso, sem contar nos enormes prejuízos aos professores, muitos agredidos e estressados, trabalhando sob pressão. As estatísticas mostram muitos professores doentes, depressivos e, na maioria das vezes, afastados do trabalho, dando mais prejuízo ao estado”, disse o deputado Roberto Carlos.

A criação dessa Companhia de Polícia Escolar Comunitária viria amenizar os índices de violência no estado, a partir das escolas, da comunidade. Além de combater a violência, o tráfico e o consumo de drogas nas escolas, ainda, estaria combatendo o crime contra o patrimônio escolar, minimizando os gastos com a reposição de equipamentos, máquinas e até alimentação.

Governo reafirma apoio para pacto nacional contra homicídios

 
 
Fonte: ASCOM-BA
A luta pela redução dos índices de violência registrados no país deve se tornar única com a criação do Pacto Nacional de Combate à Violência. A proposta foi discutida nesta quinta-feira (26), em Brasília, durante reunião entre os secretários estaduais de segurança pública e o ministro da Justiça, José Eduardo Cardoso. Representando o estado da Bahia, o secretário Maurício Barbosa definiu o pacto como imprescindível para a efetiva diminuição dos homicídios no estado e no Brasil.

Essa aliança nacional prevê mudanças legislativas, dando à União mais responsabilidades e estabelecendo a integração entre os entes federados. "Só uma mudança constitucional efetiva pode trazer os resultados que esperamos", disse o ministro ao defender que segurança pública é uma política de Estado, não de governo.
Cardozo adiantou que, havendo consenso entre os estados, o presidente da Câmara, Eduardo Cunha, está disposto a colocar o tema em pauta já na próxima semana. Contudo, os secretários estaduais estão analisando os textos legislativos e devem se posicionar nos próximos dias.

Editora da Uesc leva campanha de doação de livros aos novos alunos



 

Fonte: ASCOM-BA

O projeto ‘Um lugar para Ler’, da Editora a Universidade Estadual de Santa Cruz (Editus), começa a ser apresentado aos novos alunos, com uma campanha de doação de livros. A ação, que conta com a parceria de alguns centros acadêmicos de cursos, os CA's, aproveita o momento habitual de recepção dos calouros para integrá-los à instituição de uma maneira saudável, valorizando a prática da leitura na universidade.

O projeto foi lançado no ano passado e, desde esse período, a editora já disponibilizou mais de 300 títulos do seu acervo em armários personalizados espalhados pelo campus, além de livros de diversas áreas doados por funcionários, professores e escritores. Nos armários, localizados no térreo dos pavilhões Adonias Filho e Jorge Amado e térreo da Torre Administrativa, as publicações podem ser retiradas a qualquer hora, com o único compromisso de serem devolvidos após a leitura.

Com o apoio dos CA's, as doações serão incentivadas por meio da Calourada Acadêmica, na programação de cada curso. Os livros, que precisam estar em bom estado de conservação, devem ser entregues na Editus, no 3º andar da Torre Administrativa, de segunda a sexta-feira, das 8 às 16h, onde o aluno receberá um agradecimento especial pela participação.

Entre as novidades do projeto para este ano estão os armários personalizados, mais livros,renovação do apoio institucional com a TV Santa Cruz para a criação de ambientes mais agradáveis de leitura na instituição. Além disso, os banquinhos e mesas, usados para o bate-papo entre amigos, ganharão novos adesivos alusivos à proposta, tornando a Uesc ainda mais colorida.

Para que outras pessoas também possam desfrutar da iniciativa, a Editora enfatiza a necessidade do cuidado em conservar os adesivos, armários e livros. A doação de livros também pode ser feita pela

quinta-feira, 26 de fevereiro de 2015

Centro Universitário de Cultura e Arte da Uefs inscreve para oficinas




Fonte: ASCOM-BA
A próxima terça-feira (3) é o último dia de matrícula para as vagas remanescentes das oficinas de criação artística e teatro, oferecidas pelo Centro Universitário de Cultura e Arte (Cuca), entidade vinculada à Universidade Estadual de Feira de Santana (Uefs). As vagas são para as turmas de Desenho Básico, Desenho de Observação Intermediário, Produção em Vídeo Básico, Mosaico Básico, Teatro Brasileiro - história de letras e vozes e Teatro Adolescente.
O atendimento é de 8 às 12h e das 13 às 17h e será cobrada taxa única de R$ 80 para a comunidade externa. Servidores, estudantes bolsistas e residentes da Uefs estão isentos. Dependentes de servidores e os demais estudantes da Uefs têm desconto de 50%. No ato da matrícula é preciso apresentar original de comprovante de residência e de documento de identificação com foto ou certidão de nascimento. O Cuca funciona na rua Conselheiro Franco, nº 66, Centro das cidade

Deputado Roberto Carlos: um destaque no parlamento baiano







Com vinte anos de vida pública, o deputado Roberto Carlos foi vereador em Juazeiro por dois mandatos, embora tenha vencido três, e atualmente exerce o quarto mandato consecutivo como deputado estadual, sempre pelo mesmo partido, o PDT.

Foi o único parlamentar da história da Bahia que, em duas eleições consecutivas, obteve votação em todas as cidades do Estado.

Já ocupou, no parlamento da Bahia, todos os cargos na Mesa Diretora. Foi vice-presidente eleito, primeiro-secretário, corregedor e vice-líder do governo, tudo pela votação dos seus pares.


Como parlamentar, destaca-se através do trabalho sério onde apresenta diversas proposições, muitas emendas ao orçamento do estado, contemplando todos os

municípios baianos, elaborando leis, projetos e indicações.

Dentre os projetos que apresentou, destacam-se:

* “Bom de Bola, Bom de Escola”, projeto que obriga os clubes de futebol matricularem seus atletas menores de 18 anos e mantê-los na escola;


* “1º Emprego”, que institui ao Estado tirar dos quartéis os policiais em serviços burocráticos e colocar jovens estudantes no posto. Esta disposição acontece na Secretaria de Segurança Pública, no âmbito das policias civil e militar. O Primeiro Emprego ocupará estes jovens por um ano, sendo renovável, garantindo mais segurança nas ruas com os policiais experientes de volta ao trabalho ostensivo e mais jovens em atividade, com a oportunidade de mostrar suas qualidades;

* “Parcelamento das Dívidas do IPVA e Detran”, evitando os congestionamentos nos pátios do órgão em todo o estado e facilitando a vida de quem, às vezes, chega até a perder seus veículos sem condição de pagar, de uma única vez as taxas e multas;

* “Selo Empresa Cidadã”, que contempla as empresas destaque no estado, com proteção ao meio Ambiente, contribuição social/educativa.

Com empenho pessoal, Roberto Carlos, junto aos governos estadual e federal, conseguiu atender centenas de pedidos dos municípios, levando mais qualidade à Educação, através do TOPA, com um milhão e duzentos mil alunos alfabetizados. No esporte, com a inauguração da nova Arena Fonte Nova. Infraestrutura, com mais de 7 mil km de estradas recuperadas; a Via Expressa, que veio para desafogar o trânsito em Salvador, aliado a outras obras em andamento, viadutos, passarelas, interligações. Abastecimento d'água no programa Água para Todos: mais de 3.800 sistemas de água e poços artesianos. Mais segurança, com mais viaturas e dez mil novos policiais nas ruas. Saúde com novos hospitais, UPAS, ambulâncias, SAMU, médicos, programas assistenciais, energia em comunidades, entre tantas realizações.

Estamos mudando a 'cara da Bahia' com a maneira democrática e transparente de trabalhar. Sei que ainda falta muito a fazer. Por isso, continuarei dedicado para seguir rumo ao progresso”, ressaltou o deputado Roberto Carlos.

quarta-feira, 25 de fevereiro de 2015

Deputado Roberto Carlos agradece à população de Piripá pelo último pleito eleitoral



O deputado Roberto Carlos (PDT) esteve, neste fim de semana, no município de Piripá para agradecer, junto com suas lideranças políticas, como o ex-prefeito Anfrísio Barbosa, o presidente da Câmara, Marcelo de Almeira, entre ouros, a votação que obteve, na cidade, na última eleição 2014.

“Quero agradecer a população de Piripá, que depositou a confiança na continuação do nosso trabalho. Reafirmo o meu compromisso com o município, nós que já temos um importante serviços prestados a este município, colocando-me como um representante desta cidade no parlamento baiano. Temos uma grande missão pela frente e junto com os nossos representantes e com a população faremos um mandato participativo, em prol do progresso de Piripá”, disse o deputado Roberto Carlos.

O parlamentar ressaltou, ainda, das dificuldades encontradas em sua jornada política e que foi fundamental o apoio e o carinho do povo baiano para seguir em frente. “Por isso, só posso agradecer. Sei que a caminhada ainda é longa e árdua, mas honrarei a confiança de todos. Que Deus, de quem provém toda a autoridade, abençoe o nosso novo mandato e nos dê sabedoria para trabalhar por um Estado melhor. Muito obrigado, Piripá”, concluiu o deputado Roberto Carlos.

Governo da Bahia quer liderar execução do Minha Casa, Minha Vida 3


 



Fonte: ASCOM-BA
A expectativa do Governo da Bahia para o lançamento da nova etapa do programa federal Minha Casa, Minha Vida 3 continuar na liderança da execução de unidades habitacionais. A informação foi dada pelo secretário de Desenvolvimento Urbano do Estado, Carlos Martins, que foi a Brasília nesta terça-feira (24) para participar de uma reunião entre os representantes dos estados, a secretária Nacional de Habitação, Inês Magalhães, e entidades que discutem o tema.
Na avaliação do secretário, a reunião permitiu que o Estado conhecesse as características do programa, o que refletirá no desempenho a ser alcançado e que, no caso da Bahia, é bastante promissor. "A Bahia é líder nacional na execução do programa e queremos continuar trazendo para o nosso estado mais unidades habitacionais", afirmou o secretário. São cerca de 95 mil casas entregues aos baianos e 190 mil contratadas.
Conforme antecipado por Inês aos representantes estaduais, o lançamento do programa deve ocorrer no mês de maio, e virá com uma importante novidade: o foco em famílias que possuem renda mensal de até R$1,5mil. "A faixa de 1,5 mil contemplará o público que a gente precisa atingir na Bahia". Assim, de acordo com o secretário Martins, o programa atenderá um maior número de pessoas e isso vai ajudar o estado a suprir o déficit habitacional ainda existente.
A reunião foi realizada na sede da Associação Brasileira de Cohabs e Agentes Públicos de Habitação (ABC) e permitiu ainda o primeiro encontro do ano do Fórum Nacional de Secretários Urbanos e de Habitação (FNSHDU).

Com aulas previstas para 9 de março, rede estadual inicia as matrículas





Fonte: ASCOM-BA

O período de matrículas da rede pública estadual de ensino começou na manhã desta terça-feira (24), nas escolas espalhadas pelo território baiano. Com o prazo estabelecido até 3 de março, muitos pais e alunos escolheram o primeiro dia para efetuar o procedimento. A dona de casa, Eliana Oliveira, foi uma das primeiras a chegar no Colégio Estadual Mestre Paulo dos Anjos, no Bairro da Paz, em Salvador, para matricular o filho, Eliel Oliveira, de 17 anos. “Sei que o primeiro é o melhor dia para matricular. Estou sempre atenta ao futuro de meu filho. Quero que ele seja uma pessoa de bem e isso depende do estudo na escola. Sei do valor que tem a educação”.

Pelo Sistema Gestão Escolar, a matrícula é feita de forma integrada entre as 1.369 escolas dos 417 municípios baianos. “Se o aluno quiser estudar em Feira de Santana ou Guanambi, por exemplo, ele pode fazer a matrícula aqui em Salvador ou em qualquer outro lugar. Isso melhora muito. Nós recebemos poucos pais e os alunos, confortavelmente, fazem as suas matrículas”, explicou a diretora-geral da unidade de ensino, Elízia Amélia Santos

Nas escolas, a expectativa é a de que o atendimento seja realizado com agilidade, contemplando a todos que procuram vaga na rede pública estadual. Para Elízia, a praticidade no momento da matrícula deve aumentar inclusive o número de estudantes nas instituições. “Melhora muito. A gente tem a expectativa de obter cerca de 500 novos alunos aqui na escola, um número expressivo que, somado aos estudantes que renovaram as matrículas, deve chegar a 1.600 alunos. Acredito que isso aconteça com outras escolas também”, enfatizou a gestora.

Trilhos da Ferrovia Oeste-Leste começam a ser assentados.


 


Fonte: ASCOM-BA

Com 1.527 quilômetros de extensão, as obras da Ferrovia de Integração Oeste-Leste (Fiol) avançam na Bahia e já estão na fase de assentamento dos trilhos em alguns lotes, como nos municípios de Brumado e Tanhaçu. De agosto do ano passado até 2 de fevereiro deste ano, cerca de 35 mil toneladas de trilhos chegaram ao Porto de Ilhéus e foram encaminhadas para os trechos em obras onde já começaram a ser assentados. Nesta terça-feira (24), mais 5,9 toneladas de trilhos provenientes da China chegaram a Ilhéus e vão ser enviadas ao lote 2, em Jequié.

Nove dos 13 lotes da ferrovia estão em território baiano. Quando concluída, a linha férrea ligará o Porto de Ilhéus e as cidades baianas de Caetité e Barreiras ao município de Figueirópolis, no estado do Tocantins.

Conforme o coordenador executivo de Infraestrutura e Logística da Casa Civil da Bahia, Eracy Lafuente, quando os primeiros quatro lotes, de Ilhéus a Caetité, estiverem concluídos os reflexos na economia serão ainda maiores. “A previsão, em termos de viabilidade econômica, do lote um ao lote quatro, é de [transportar] 20 milhões de toneladas ao ano de granéis de minerais, garantindo o retorno do investimento na ferrovia. Para o setor, significa ter demanda e capacidade para o transporte. Ou seja, vamos ter demanda para que um operador ferroviário e portuário possa alavancar negócios”.


Lafuente observou ainda que, no que se refere à exploração de minério nas regiões de Guanambi, Caetité, Brumado e na parte leste Ilhéus, “a perspectiva é que tenha cinturões de exploração de vários minérios que, a partir da logística [da Fiol], tenham viabilidade econômica”.

terça-feira, 24 de fevereiro de 2015

Deputado Roberto Carlos comemora o benefício que o Detran vai garantir para Juazeiro



O deputado Roberto Carlos (PDT) comemorou mais um serviço que o Departamento Estadual de Trânsito da Bahia (Detran-BA) realizará em Juazeiro, nos dias 7 e 8 de março: a avaliação médica para pessoas com deficiência.
De acordo com o parlamentar, a finalidade é garantir mais comodidade aos moradores da região que querem tirar ou renovar a Carteira Nacional de Habilitação (CNH), evitando que o motorista precise se deslocar para garantir este serviço em Salvador. “Para ser atendido, é necessário apresentar os relatórios médicos atualizados identificando a patologia, com informações completas e a carteira de identidade (RG)”, disse o deputado Roberto Carlos.
Será a Coordenação de Saúde do órgão, de acordo com a Resolução Nº 425/12 do Conselho Nacional de Trânsito (Contran), que vai realizar este trabalho e também visitará os municípios de Paulo Afonso, Senhor do Bonfim, Jacobina e Euclides da Cunha.

segunda-feira, 23 de fevereiro de 2015

Deputado Roberto Carlos fala sobre os desafios para os times do interior







O deputado Roberto Carlos (PDT), presidente da Sociedade Desportiva Juazeirense, participou na manhã desta segunda-feira (23), na emissora Band de televisão, do programa Os Donos da Bola, onde em um bate-papo sobre assuntos importantes do esporte baiano, falou das novidades
da Sociedade Desportiva Juazeirense e perspectiva para o futuro, bem como a meta de participar da Copa do Nordeste.
De acordo com o presidente, o futebol baiano esbarra no grande problema que é a falta de recursos financeiros. “Nós, dirigentes, precisamos manter ativo os nossos clubes, durante todo ano, garantindo mais profissionalismo para os nossos atletas e corpo técnico, entretanto, contamos apenas com o pouco recurso financeiro, durante 3 meses, período que dura o campeonato baiano, dificultando aos times do interior o seu fortalecimento e, consequentemente, alavancar o futebol da Bahia”, concluiu o deputado Roberto Carlos.